Dieta Paleolítica: Como Funciona E Quais Os Benefícios
  • Pamela Damasceno

Dieta Paleolítica: Como Funciona E Quais Os Benefícios


Dieta Paleo

A dieta paleo se baseia na dieta dos nossos antepassados caçadores e coletores. O cardápio inclui alimentos não processados, que são encontrados na natureza. 

Como intuito de uma dieta geneticamente mais prospera, comer tais alimentos é sinônimo de se ver livre de doenças como obesidade, diabetes e doenças cardíacas.

Vários estudos demonstram que a dieta paleolítica pode levar à perda de peso significativa (sem precisar contar calorias) além de proporcionar grandes melhorias na saúde.


Dieta Paleolítica Emagrece?


Sim, ela pode levar a redução do peso, pois seu consumo de carboidratos é reduzido, ou seja é uma dieta considerada low carb.

Os carboidratos como pães, massas e arroz são digeridos no estômago rapidamente, elevando os níveis de glicose na corrente sanguínea; a glicose em excesso é metabolizada e transformada em gordura, levando ao acúmulo no tecido adiposo. 

Porém, na dieta paleolítica, os carboidratos refinados são excluídos, contribuindo assim com o emagrecimento.

A dieta paleolítica prevê a eliminação do consumo de alimentos industrializados em geral, com glúten ou lactose; uma vez que o consumo destes alimentos está relacionado ao ganho de peso, aparecimento de inflamações, distúrbios endócrinos e metabólicos.


Como Funciona? 

​​


De maneira geral, a carne era a base da alimentação dos nossos ancestrais. 

Fonte de proteína e nutrientes de extrema importância na nossa alimentação, uma vez que fazem parte da composição muscular e recuperação dos tecidos; além de ajudarem na produção de hormônios, enzimas, anticorpos e outros agentes metabólicos.


Sem ter como cozinhar na época, os homens não plantavam trigo, milho, arroz, que dirá moer e misturar grãos. As massas não existiam e, portanto, são naturalmente excluídas da dieta. Por isso, as fontes de carboidratos se tornam apenas as naturais.


Sendo assim, as fontes de carboidratos na dieta paleolítica são os legumes, verduras e frutas; que nos trazem a quantidade que precisamos desse macro nutriente e uma boa quantidade de fibras, tendo um menor índice glicêmico do que as massas.


As gorduras são importantes para o organismo, por isso elas não devem ser cortadas. As mais importantes são as insaturadas, que trazem o efeito de reduzir o colesterol LDL, considerado mau colesterol está em grande quantidade, além de aumentar o HDL, conhecido como colesterol bom.


Os alimentos industrializados estão vetados, já que em sua maioria possuem carboidratos refinados como farinha e açúcar branco na composição, que são alimentos de alto índice glicêmico, e com baixo teor de fibras. Um detalhe importante: tudo isso vale para os alimentos e as bebidas.


Por fim, a dieta ainda prega o jejum intermitente, provavelmente inspirado na dificuldade desses homens em encontrar comida todos os dias. 


Alimentos proibidos na dieta paleo


- Açúcar e xarope de milho de alta frutose: refrigerante, sucos de frutas, açúcar de mesa, doces, entre outros;

- Grãos: Inclui pães e massas, trigo, espelta, centeio, cevada, entre outros.

- Legumes: feijão, lentilhas e leguminosas;

- Laticínios: Evite a maioria dos produtos lácteos, especialmente de baixo teor de gordura (algumas versões do paleo incluem gordura completa como manteiga e queijo);

- Óleos vegetais: óleo de soja, óleo de girassol, óleo de semente de algodão, óleo de milho, óleo de semente de uva, óleo de cártamo e outros;

- Gorduras trans: encontrado em margarina e vários alimentos processados, geralmente referidos como óleos “hidrogenados” ou “parcialmente hidrogenados”;

- Adoçantes Artificiais: Aspartame, Sucralose, Ciclamatos, Sacarina, entre outros;

- Alimentos altamente processados: Tudo rotulado como “dieta” ou “baixo teor de gordura”. Inclui substituição de refeição artificial.


Uma diretriz simples: Se parece que foi feito em uma fábrica, não coma!


Alimentos permitidos da Dieta Paleo

​​


-Carnes: Carne, cordeiro, frango, peru, carne de porco e outros;

- Peixes e frutos do mar: salmão, truta, camarão, mariscos, etc;

- Ovos;

- Legumes: brócolis, couve, pimentão, cebola, cenoura, tomate, etc.

- Frutas: Maçãs, bananas, laranjas, peras, abacates, morangos e muito mais;

- Nozes e Sementes: Amêndoas, nozes, sementes de girassol, sementes de abóbora;

- Gorduras e óleos saudáveis: Banha, óleo de coco, azeite, abacate e outros;

- Sal e especiarias: sal, alho, açafrão, alecrim.


Nos últimos anos, a comunidade paleolítica evoluiu bastante. Existem agora várias “versões” diferentes da dieta paleo. Isso inclui bacon de qualidade e manteiga. Outros alimentos, quando em pequenas quantidades, também são perfeitamente saudáveis. Como vinho e chocolate amargo.


Quando se trata de hidratação, a água deve ser a sua bebida. Mas chás e cafés sem adoçante também são aceitos. Perceba que a dieta paleo é mais um estilo de vida do que propriamente dito como dieta. Saiba usa-lá ao seu favor para uma vida mais saudável. 


Descubra as técnicas que me fizeram perder 20kg sozinha. clique aqui

0 visualização

Para que você adquira 100% dos resultados é necessário o acompanhamento médico.

Ao adquirir o e-book, você aceita, concorda e entende que você é totalmente responsável por seu progresso e resultados de sua participação e que nós não oferecemos nenhuma representação, garantia ou garantias verbalmente ou por escrito sobre seus ganhos, ou resultados de qualquer tipo

© 2018 Pâmela Damasceno - Personal Trainer | Todos os direitos reservados.

  • facebook (1)
  • instagram (1)
  • youtube (2)
Logo2.png