Como perdi 20KGS sozinha
Please reload

Posts Recentes

Como perdi 20KGS sozinha

July 31, 2017

A indústria da beleza vive em constantes mudanças, sendo lançando algo inovador ou melhorando e recriando estilos passado, e com isso vai ditando moda e padrões de beleza em que toda mulher, independe da idade busca em alcançar.

 

A minha busca pelos padrões de beleza ditado nos anos 90 começou cedo. Minhas lembranças de estar a cima do peso e muito longe dos corpos magros e longilíneos vem desde os meus 6/7 anos de idade, onde, pela primeira vez, na quarta série ouvi a palavra DIETA! E juntamente com essa palavra uma outra que sempre estão de mãos dadas para aqueles que não estão no seu peso "ideal", o exercício físico.

 

Como eu ainda era uma criança, que apesar de brincar na rua e gastar muitas calorias, ainda não eram suficiente para que eu perdesse esses kilinhos extras.  A intenção então era aumentar ainda mais esse gasto sem que eu perdesse o lúdico. A lambaeróbica estava no auge com os grupos de dança baianos invadindo o sudeste com coreografias energizantes e suas belas moças dentro do padrão de beleza da época. Não demorou muito e eu me encontrava em dieta e dançando em uma garagem improvisada com uma professora de dança.

 

FAIL! Claro que a dança não seria suficiente para me fazer perder peso comparado com os doces e salgados do final de semana, onde meu pai me dava longe da minha mãe, que durante a semana se esforçava em dar alimentos saudáveis e naturais para que eu entrasse em forma rs

 

Passasse os anos nessa busca incessante de menos peso e mais saúde, logo eu já estava com 12 anos e foi quando eu me dei conta que eu não estava no padrão de beleza onde os menininhos iriam se interessar por mim. Adolescência já é uma terrível e trágica fase de todo ser humano, e não se sentir encaixada em nenhum grupo era desesperador.

 

Foi quando nessa época comecei a substituir todos os litros de refrigerantes diários por sucos, os pratos enormes de macarrão com molho em pratos menores e com verde. Deu certo! Emagreci bem nessa época, não sei quanto, mas já estava comprando roupas na sessão e numeração certa para a minha idade e altura.

 

Mas como todo ser humano pecador, eu pequei na comida, e aos 14 anos recuperei todo o peso perdido de 2 anos atrás. E como todos sabem, a segunda vez é sempre mais difícil por sabermos de todas as tentações e sofrimento que vamos passar. Para essa segunda vez ser mais rápida e eficaz, me matriculei em uma academia, onde conciliava musculação com aulas aeróbicas como, jump e dança. Porém, aquilo que eu comida aos 12 anos já não era mais suficiente para me fazer emagrecer pela segunda vez aos 14. Lá vai eu cair nas histórias de dietas super restritivas e perigosas no mundo da internet. Claro que nenhuma dava certo, e só me deixavam fraca. Algumas até me faziam perder 2 à 3 kilos, mas nada duradouro e saudável.

 

Foi quando percebi que nada estava dando certo, apesar de todo o meu esforço. E os meus 18 anos já batia na porta e uma nova fase iria se iniciar, a escolha da faculdade. Por todo histórico não foi difícil essa escolha. Queria algo que me fizesse aprender a emagrecer! Porém, o curso de nutrição na cidade onde eu morava havia sido encerrado e junto com ele o meu sonho. Mas nem tudo estava perdido, porque quem tem um amigo tem um tesouro. Eu trabalhava em um salão de cabeleireiro, onde havia várias clientes e claro, uma em especial. Seu nome era Renata e ela me trouxe uma esperança. Ela estava cursando o curso de educação física e me falou a respeito, após eu comentar sobre estar à 1 ano sem estudar por não saber o que fazer.

O curso era tudo o que eu precisava e não sabia, ou não conhecia até o momento. Ele abordava temas como esportes coletivos, fisiologia, anatomia e NUTRIÇÃO. A última em especial foi a palavra chave para eu fazer a minha inscrição, mesmo faltando uma semana para o vestibular. Foram longos dias de ansiedade até o resultado, e lá estava o meu nome na lista dos aprovados. Mal sabia que isso realmente iria mudar a minha vida.

 

Iniciei o curso e logo no primeiro dia de aula o primeiro bullying por ser uma obesa grau 1 em uma sala de aula do curso de educação física. Eu tenho 1,57 de altura e estava pesando 78kg. Mas como sempre fui uma criança ativa e ainda estava frequentando a academia, não tive problemas em fazer as aulas práticas e isso não foi motivo para fazer eu desistir do curso. AVANTE!

Então em uma quarta feira nada especial, resolvi que aquele era o momento em fazer valer a pena todo o esforço físico e acadêmico. Com o pouco tempo de curso e conhecimento prático de longos anos de dieta, montei uma reeducação alimentar, com horários regrados e alimentos que eu tinha fácil acesso para não burlar a dieta. Nada muito complexo, mas em quantidades menos e algumas substituições, claro.

 

Em pouco tempo, já comecei a ver os resultados e isso claro me motivava ainda mais a cada dia. Me formei no ano de 2015, com 57 kgs. Entrar em um vestido feito sob medida, marcando todas as suas curvas que eram escondidas por camadas de gordura por tantos anos foi mágico. Sai do número 48 para 38.

 

Ainda sinto dificuldade de largar o velho hábito de entrar no provador com peças de numeração maior, e claro, ainda não estou totalmente satisfeita com o meu corpo. Mas que mulher que está? Ainda mais quando sabemos que temos o poder de emagrecer uma, duas, três vezes se for o caso, que podemos tudo, se realmente quisermos e batalhamos por isso.

Eu quis, quis tanto que consegui mais de uma vez, e me mantenho nesse querer à 5 anos. Hoje me sinto realizada, formada na área à quase 2 anos, professora de jump e musculação, mas é claro que o sonho ainda não acabou. Nesse semestre inicio a minha pós graduação em obesidade e emagrecimento, sempre buscando novos conhecimento para atingir o máximo possível de pessoas que assim como eu, acreditam que é possível ter o corpo que sempre desejou e não que a sociedade a impôs.

 

Independente do meu peso de antes ou de hoje, eu sempre tive pessoas que me amassem do jeito que eu sou, e isso nunca mudou. São apenas números, e eles na verdade não me representam. Por muitas vezes achei que as coisas ruins da vida eram por causa desses kilos a mais. Quanta bobeira!

Então nunca se esqueça de se amar todos os dias, e caso você também queira dar esse passo em sua vida, saiba que você é capaz. Porque podemos realizar absolutamente TUDO que desejamos. Basta sonhar.

Espero que vocês gostem do texto, e caso tenham alguma dúvida é só me enviar nos comentários que irei adorar respondê-las e ajuda-las.

Beijinhos.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Para que você adquira 100% dos resultados é necessário o acompanhamento médico.

Ao adquirir o e-book, você aceita, concorda e entende que você é totalmente responsável por seu progresso e resultados de sua participação e que nós não oferecemos nenhuma representação, garantia ou garantias verbalmente ou por escrito sobre seus ganhos, ou resultados de qualquer tipo

© 2018 Pâmela Damasceno - Personal Trainer | Todos os direitos reservados.

  • facebook (1)
  • instagram (1)
  • youtube (2)
Logo2.png